PRESO
Após 8 meses, acusado de matar esposa e filha de 1 ano em Leme é preso no Estado do Ceará
Antônio Genilson Souza Soares esfaqueou e matou esposa e filha em 20 de abril do ano passado.
14/01/2019 13h55Atualizado há 1 mês
Por: Rádio Leme FM
Fonte: PM de Boa Viagem
8.917
Antônio Genilson Souza Soares esfaqueou e matou a esposa Nayara Fernanda da Silva Matos e a filha Lorena Sofia Souza
Antônio Genilson Souza Soares esfaqueou e matou a esposa Nayara Fernanda da Silva Matos e a filha Lorena Sofia Souza

Uma equipe do Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas - RAIO conseguiram capturar neste fim de semana na zona rural do município Antonio Genilson Sousa Soares acusado der matado a esposa e a filha de apenas 1 ano de idade em abril de 2018 na cidade de Leme SP.

 

O caso foi destaque na grande mídia nacional e comoveu o país diante da ação do acusado que se encontrava foragido desde o ocorrido.

 

Policiais receberam a denuncia anônima e de pronto se deslocaram até o local citado, nos dados da PM, um mandado de prisão preventiva contra o homem estava em aberto por homicídio simples, constatando o fato, o homem não esboçou reação e segundo a PM confessou o crime, logo em seguida Genilson foi encaminhado à Delegacia Regional de Canindé.

 

Como e quando ocorreu o crime?

 

Conforme a PM, o crime aconteceu por volta de 23h30 na casa da família, na Rua Abilio Zanca, no Jardim Empyreo.

 

Antônio Genilson Souza Soares esfaqueou e matou a esposa Nayara Fernanda da Silva Matos e a filha Lorena Sofia Souza. O homem não aceitava o fim do relacionamento, segundo a mãe e avó das vítimas. Outros três filhos do casal estavam no local e não se feriram.

 

As duas chegaram a ser socorridas por vizinhos e pela PM até a Santa Casa, mas não resistiram. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal de Limeira.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários